Nós Somos

Lucas Mateus, 50 anos, é evangelista e líder da Assembleia de Deus de língua portuguesa em Stuttgart.

 

Sua história

Durante a guerra colonial em Angola, Lucas foi deixado para trás aos dois anos de idade e criado por seus avós. Ele cresceu na guerra e no subsequente governo comunista. O trabalho do partido foi o caminho para chegar a ex-RDA. Após a reunificação da Alemanha, ele decidiu mudar para Stuttgart com outros angolanos para ter uma perspectiva futura melhor. Aqui, no entanto, a crise da vida nocturna começou: o excesso de álcool, o vandalismo e a agressividade eram parte da vida quotidiana. Tudo estava prestes a mudar quando um homem no metro, um homem também de Angola, convidou-o para uma pequena comunidade de língua portuguesa. Por respeito, ele foi. Esse foi o momento em que tudo mudou. Esse foi o momento de Deus.

Sua mensagem

Você não precisa estar bem vestido. Não precisa estar numa faixa etária especificada. Não importa a cor de sua pele, Branco, Negro, Amarelo. Seja o que você for. Deus ama você do jeito que você é. Por favor, você que lê essa mensagem da nossa Igreja, que também pode ser sua Igreja, não sinta que precisa fingir a respeito de algo. Nós somos um lugar onde Deus encontra pessoas que estão longe de serem perfeitas. Isso significa que todos são bem vindos, não importa a sua religião ou a sua jornada espiritual. Por isso te recomendamos aprender com o Senhor Jesus no seu próprio ritmo junto de nós.

Faça perguntas, busque. Acreditamos que você encontrará o que está procurando. Você aprenderá como relacionar-se com Deus. Viverá a experiência da nossa comunidade Cristã. E o melhor, você mudará. Una-se a nós enquanto buscamos a Deus juntos. Deus Te abençoe com paz, saúde e felicidade.



Evangelista

Lucas Mateus

Missionária

Teresa Mateus

Diaconisa

Morena Gaspar


Diaconisa

Fabia Sena

Diaconisa

Jaqueline Soares

Diaconisa

Delfina Costa


Diacono

Antonio da Costa

Diacono

Patrick Melo Pinto



Nós Crêmos

Temos a Bíblia Sagrada como a revelação de Deus, dada aos homens por inspiração do Espírito Santo e a reconhecemos como única e infalível autoridade quanto à fé e conduta. Dessa divisa deriva a nossa Declaração de Fé que consta de 14 pontos doutrinários, praticados pelas Assembleias de Deus no Brasil e em Portugal.

 

 

CREMOS

 

1) Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Deuteronómio 6.4; Mateus 28.19; Marcos 12.29).

 

 

2) Na inspiração verbal da Bíblia Sagrada, única regra infalível de fé normativa para a vida e o caráter cristão (2 Timoteo 3.14-17).

 

 

3) Na conceção virginal de Jesus, em sua morte vicária e expiatória, em sua ressurreição corporal dentre os mortos e sua ascensão vitoriosa aos céus (Isaias 7.14; Romanos 8.34 e Atos dos Apostolos 1.9).

 

 

4) Na pecaminosidade do homem que o destituiu da glória de Deus, e que somente o arrependimento e a fé na obra expiatória e redentora de Jesus Cristo é que pode restaurá-lo a Deus (Romanos 3.23 e At 3.19).

 

5) Na necessidade absoluta do novo nascimento pela fé em Cristo e pelo poder atuante do Espírito Santo e da Palavra de Deus, para tornar o homem digno do Reino dos Céus (João 3.3-8).

 

 

6) No perdão dos pecados, na salvação presente e perfeita e na eterna justificação da alma recebidos gratuitamente de Deus pela fé no sacrifício efetuado por Jesus Cristo em nosso favor (Atos dos Apostolos 10.43; Romanos 10.13; 3.24-26 e Hebreus 7.25; 5.9).

 

7) No batismo bíblico efetuado por imersão do corpo inteiro uma só vez em águas, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, conforme determinou o Senhor Jesus Cristo (Mateus 28.19; Romanos 6.1-6 e Colossenses 2.12).

 

 

8) Na necessidade e na possibilidade que temos de viver vida santa mediante a obra expiatória e redentora de Jesus no Calvário, através do poder regenerador, inspirador e santificador do Espírito Santo, que nos capacita a viver como fiéis testemunhas do poder de Cristo (Hebreus 9.14 e 1 Pedro 1.15).

 

 

9) No batismo bíblico no Espírito Santo que nos é dado por Deus mediante a intercessão de Cristo, com a evidência inicial de falar em outras línguas, conforme a sua vontade (Atos dos Apostolos 1.5; 2.4; 10.44-46; 19.1-7).

 

 

10) Na atualidade dos dons espirituais distribuídos pelo Espírito Santo à Igreja para sua edificação, conforme a sua soberana vontade (1 Coríntios 12.1-12).

 

 

11) Na Segunda Vinda pré-milenial de Cristo, em duas fases distintas. Primeira - invisível ao mundo, para arrebatar a sua Igreja fiel da terra, antes da Grande Tribulação; segunda - visível e corporal, com sua Igreja glorificada, para reinar sobre o mundo durante mil anos (1 Tessalonicenses 4.16, 17; 1 Coríntios 15.51-54; Apocalipse 20.4; Zacarias 14.5 e Judas 14).

 

 

12) Que todos os cristãos comparecerão ante o Tribunal de Cristo, para receber recompensa dos seus feitos em favor da causa de Cristo na terra (2 Coríntios 5.10).

 

 

13) No juízo vindouro que recompensará os fiéis e condenará os infiéis (Apocalipse 20.11-15).

 

 

14) E na vida eterna de gozo e felicidade para os fiéis e de tristeza e tormento para os infiéis (Mateus 25.46).

 

© Assembleias de Deus em Wiesbaden e.V., Igreja Mãe